jusbrasil.com.br
25 de Junho de 2017

Projeto ambiental faz escola reduzir o consumo de água em quase 60%

Escola em Praia Grande fez melhorias estruturais e apostou na educação. Gasto passou de 4 milhões para 1 milhão de litros de água em três anos

Carolina Salles, Advogado
Publicado por Carolina Salles
há 3 anos

Escola de Praia Grande SP conseguiu economizar gua em trs anos Foto Mariane RossiG1Escola de Praia Grande, SP, conseguiu economizar água em três anos (Foto: Mariane Rossi/G1)

Uma escola em Praia Grande, no litoral de São Paulo, reduziu quase 60% o consumo de água em três anos. A unidade recebeu melhorias estruturais com equipamentos de baixo consumo. A conscientização ambiental dos professores e das crianças foi um fator determinante para atingir o resultado desejado. A mudança de pequenos hábitos ultrapassou os muros da escola e chegou na casas dos estudantes.

A escola Dr. Wilson Guedes, que fica no bairro Samambaia, foi diminuindo o consumo de água com o passar dos anos. Segundo a Sabesp, a escola economizou 57,81% de água de 2010 para 2013, passando dos 4.351 milhões de litros gastos para 1.836 milhões de litros consumidos.

Sistema de torneiras foram trocado para diminuir o consumo Foto Mariane RossiG1

Sistema de torneiras foram trocado para diminuir o consumo (Foto: Mariane Rossi/G1)

A escola e outras 19 unidades da cidade entraram no Programa de Uso Racional da Água, o PURA, da Sabesp. O programa preservou quase 16 milhões de litros de água nos últimos três anos. Por meio dele, a escola do bairro Samambaia recebeu correção de vazamentos e troca de equipamentos comuns por outros de baixo consumo como bacias sanitárias e torneiras automáticas.

A diretora da unidade, Fernanda Donata, também tomou medidas para a economia de água. “Em vez de lavar o refeitório todos os dias, passa-se o pano e lavamos uma vez por semana. É a mesma coisa com a quadra. O trabalho de manter os espaços e não sujar, para poder economizar a água, é contínuo. Mas, para isso, tem que trabalhar a consciência do aluno, que não pode sujar muito senão somos obrigados a lavar”, afirma a diretora da escola.

Por isso, a educação ambiental também foi incluída no dia a dia dos alunos e professores, no começo de 2013. “Desenvolvemos um projeto chamado sustentabilidade, que trabalha a economia de água, reciclagem de materiais e alimentos. Os professores começaram a lançar ideias do que poderia ser feito com os alunos”, diz.

Todos do corpo docente, tanto da manhã, quanto da tarde e da noite, pensaram em formas de trabalhar o assunto em sala de aula. Cerca de 1.364 alunos, do Ensino Fundamental a Educação de Jovens e Adultos, se envolveram no projeto.

Professora Priscila deu aulas diferentes para os alunos sobre educao ambiental Foto Mariane RossiG1

Professora deu aulas diferentes sobre educação ambiental (Foto: Mariane Rossi/G1)

Priscila Baltazar, professora do ensino fundamental, diz que cada um teve uma linha de trabalho para alcançar os objetivos propostos no projeto. Ela, que no ano passado dava aulas para crianças de 9 a 10 anos, também montou um conteúdo específico. “A gente trabalhou com as quantidades que eles gastavam diariamente em suas casas, situações de como tomar banho, lavar a louça com a torneira aberta. A conscientização deles, na rotina deles”, fala. Ela utilizou gráficos e vídeos que mostravam o planeta sem água. Nas de Matemática, calculou com os alunos o consumo de água em casa e na escola. Assim, foi mostrando a importância da água na vida das pessoas. “Toda essa realidade eles foram vivenciando. O problema de hoje não estar economizando e quais são as consequências disso”, mostra. Além disso, os jovens do 5º ano do Ensino Fundamental realizaram trabalhos que foram apresentados aos alunos menores e a comunidade, ampliando ainda mais o conhecimento de todos. Priscila conta que os ensinamentos refletiram no dia a dia das crianças. “Eles começaram a se policiar aqui na escola. Não ficar brincando com a água da torneira é importante. Nas idas ao banheiro, era para fazer o necessário mesmo e não para ficar brincando. A gente percebeu essa mudança tanto na escola quanto em casa”, conta.

Eullia de 9 anos diz economiza gua na escola e em casa Foto Mariane RossiG1

Eulália, de 9 anos, diz economiza água na escola e em casa (Foto: Mariane Rossi/G1)

Eulália Ferreira Cavalcante Cruz, de 8 anos, diz que aprendeu muito com as aulas de economia de água. “Foi muito bom. Ela nos ensinou que nos não podemos escovar os dentes com a torneira aberta, quando lava a louça também. Não pode lavar a calçada com a mangueira, tem que colocar a água no balde e lavar”, conta. A menina fala que o pai deixou de lavar o carro com a mangueira depois que ela explicou as formas de economizar água. “A água é tudo para a gente. Sem a água nós não temos suco, refrigerante, comida. Não teremos nada”, diz a aluna. Caique Correia Alves Amorim, de 9 anos, diz que outras crianças desperdiçam água na escola. “Eu tomo água, mas tem gente daqui da escola que fica apertando para sair água. Eu não faço isso. Gastar água não é bom. A professora falou que, no futuro, pode não existir água”, fala. O menino diz que também vê algumas atitudes de desperdício em casa, mas conta que já explicou aos pais o jeito certo de usar esse bem natural. “Eles (pais) aprenderam e não vão mais fazer isso. Se a gente não tomar água, a gente pode ficar doente. Tem que economizar água para a gente viver”, fala o garoto. A diretora conta que não esperava que a escola fosse conseguir economizar tanto. Quando recebeu o desafio de reduzir o consumo, ela não colocou metas. Para Fernanda, o importante era gastar menos. “Eu não fiquei preocupada com o valor. Quando me falaram, eu até fiquei assustada, não sabia que era tanto”, diz. Para ela, os números foram resultado do empenho de funcionários, professores e alunos. “A equipe teve um comprometimento fantástico, tanto o período da manhã, da tarde até o noturno, todos se empenharam. Eram cerca de 80 pessoas que estavam com a mesma ideia”, fala. E, para manter o consumo em alta, é preciso continuar com a conscientização e aderir a hábitos diferentes. “Estamos fazendo o máximo. Mas manter sempre essa atitude, não deixar de trabalhar esses conceitos. Foi só a conscientização mesmo, os hábitos dos alunos. Pequenos hábitos, pequenas mudanças”, finaliza.

Crianas utilizam torneiras automticas para reduzir consumo de gua Foto Mariane RossiG1Crianças utilizam torneiras automáticas para reduzir consumo de água (Foto: Mariane Rossi/G1)

Fonte: Mariane Rossi - http://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2014/03/projeto-ambiental-faz-escola-reduziroconsumo-...

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Fico aliviada em saber que as crianças estão sendo conscientizadas com o não desperdício da água. Serão elas as maiores prejudicadas com o nosso desaso e desperdício.
Quando os meus filhos eram pequenos a propaganda do Sugismundo nas TVs me ajudou a conscientizá-los a jogar lixo no LIXO.
Deve haver uma propaganda semelhante nos mesmos moldes em relação ao uso da Água.
Parabéns continuar lendo